Redes Nada Sociais…

Redes Nada Sociais…

05/10/2021 0 Por luisgustavons

Ontem as principais redes sociais (Facebook, Instagram e WhatsApp) ficaram fora no mundo todo, isso não é novidade para ninguém. Tenho certeza ABSOLUTA que você já sabe disso.

No início, tenho certeza que você pensou que seria algo rápido, assim como eu acreditei. Porém foram se passando as horas e no final ficamos 7 horas sem as nossas tão queridas redes sociais.

Olhando de uma maneira simplista, podemos pensar que somente ficamos sem memes, conversas de grupos e fotos de famosos, porém o impacto vai muito além disso.

Nas notícias pós retorno da normalidade, comecei a ver os impactos em diversos setores, como por exemplo, alimentação. Muitos negócios pequenos faziam entregas diretamente pelo WhatsApp e não tiveram “pedidos” para trabalhar. Consequentemente, diversos motoboys não tinham o que entregar e assim inicia-se uma cadeia de pessoas e negócios impactados.

Dei um exemplo, porém existem muitas outras áreas impactadas que poderiamos enumerar aqui, mas a minha idéia é apenas demonstrar o quanto estamos dependentes da redes sociais e o quanto temos que sempre pensarmos em um Plano B.

Como poderiamos elaborar um PLANO B?

Uma dica que dou é NUNCA depender de uma única fonte de dados, ou como diria o ditado, “nunca coloque todos os ovos em uma única cesta”. O apagão veio mostrar exatamente isso e sugiro que se você depende de um aplicativo para trabalhar, sempre pense em se cadastrar em vários outros similares, como por exemplo. dê aos seus clientes a possibilidade de entrar em contato por outros meios de comunicação.

Pensando no caso dos restaurantes citado acima, seria uma boa alternativa se cadastrarem em aplicativos de delivery como Ifood, Uber Eats e outros, pois em uma situação como está, não teriam problemas.

Funcionalidades antigas e certeiras!

Com o crescimento das redes sociais, as empresas menores tem optado cada vez menos em focar nas maneiras tradicionais como são SITES e E-MAILS. Essas duas alternativas nunca falham, ou seja, o bom e velho site é uma ótima maneira de divulgar seu negócio e você poderia fazer pedidos por lá também caso necessitasse.

Sobre o e-mail, ontem durante a queda das redes sociais, disparei um e-mail para a minha lista e para a minha surpresa hoje, constatei que tive um crescimento na taxa de abertura de 25% da média que tenho constantemente. Isso significa que o bom e velho e-mail ainda está vivo e com muito fôlego.

Precisamos desacelerar!

Vamos aproveitar este fato que infelizmente já ocorreu e revisar a nossa relação com as redes sociais, eu mesmo vi o quanto estou apegado e preciso desacelerar.

Afinal, onde a vida é mais legal para você, dentro ou fora das redes?

E ai, qual é a sua relação com as redes sociais? Usa a trabalho? Usa para aprendizado? Para se informar? Para ver memes? Me conta aqui.